Pesquisa Translacional

Apresentação

A pesquisa translacional busca promover a pesquisa interdisciplinar e acelerar a troca entre ciência básica e clínica, para assim aplicar o conhecimento científico na prática médica.

A missão do Departamento de Pesquisa Translacional da Liga é entender melhor o processo de carcinogênse e assim permitir a melhoria dos cuidados, prevenção e diagnóstico do câncer. Para isso, o departamento desenvolve pesquisas básicas em genética humana e oncologia molecular, em colaboração com laboratórios farmacêuticos e universidades, financiadas em parte por agências de fomento às pesquisas nacionais.

AMBULATÓRIO DE ACONSELHAMENTO GENÉTICO

O Aconselhamento Genético tem por objetivo fornecer informações detalhadas sobre síndromes genéticas, visando prevenir ou detectar de maneira precoce o surgimento da doença.

Aproximadamente 15% de todos os cânceres tem causa hereditária e, dessa forma, a mutação que predispõe o indivíduo ao câncer pode ser passada para a próxima geração.

O Aconselhamento genético é realizado em três fases: Pré-Teste, Pós-Teste e Acompanhamento.

1) Fase Pré-Teste: Primeira consulta

Nesta fase o paciente informa o motivo do encaminhamento feito pelos médicos e fornece o maior número de informações sobre a incidência de câncer na família, inclusive em que idade a doença foi diagnosticada em cada familiar acometido. Estas informações contribuem para o geneticista elaborar o heredograma (árvore genealógica), avaliar e compreender o risco do paciente. Caso tenha sido diagnosticado com câncer, deverá levar os exames realizados, principalmente biópsias. Sendo necessário realizar uma busca para mutações germinativas, o geneticista escolhe os genes a serem investigados e uma solicitação será redigida para que o paciente autorize o procedimento junto ao plano de saúde, caso a doença esteja na lista da ANS. Após a autorização, a coleta de material biológico é realizada, podendo ser sangue ou saliva. O resultado é então liberado em aproximadamente 30 dias.

2) Fase Pós-Teste: Resultado e decisão da conduta médica

Quando o resultado é NEGATIVO para portador de alguma mutação, existem indicações de condutas a serem seguidas. Quando o teste é POSITIVO, o médico que o encaminhou será avisado e todas as possibilidades de medidas redutoras de risco serão informadas ao paciente. Há ainda a possibilidade de testar os parentes de primeiro grau (filhos acima de 18 anos, irmãos, irmãs, pais). Se for detectada a mutação, as medidas de rastreamento precoce serão aplicadas e, dessa forma, oferecendo o diagnóstico precoce, será conferido a ele um melhor prognóstico.

3) Seguimento

Existem protocolos internacionais que são aplicados para o seguimento do paciente portador de uma mutação germinativa em genes que predispõem ao câncer. O aconselhamento genético é muito importante para pacientes portadores de mutação germinativa, pois pode diminuir a morbi-mortalidade e proporcionar uma melhoria em sua qualidade de vida. Sempre lembrando que nem todo portador de mutação germinativa irá desenvolver câncer, mas que o portador tem o risco aumentado em relação aos indivíduos não-portadores do risco de desenvolver a doença.

Na Liga contra o Câncer o Ambulatório de Aconselhamento Genético é multidisciplinar, formado pela geneticista Tirzah Lajus, coordenadora  da pesquisa, a psicóloga Ana Élida e o oncologista Rodrigo Jerônimo.

A equipe atende os pacientes quinzenalmente, nas quintas-feiras, a partir das 13h, na Unidade II da Liga - CECAN, situada à Avenida Miguel Castro, 1355, Dix-Sept Rosado.

A consulta é particular e o agendamento é feito pelo telefone (84) 4009-5576.